sábado, 24 de maio de 2008

sexta-feira, 9 de maio de 2008

quarta-feira, 7 de maio de 2008

...lá fora anoiteceu.

...and in the out side get dark

........................................

tudo se despedaçou. o sonho , e o amor que é sempre tão breve. o mundo dorme sob o vento. só eu continuo acordado, em vigília. se houvesse agora uma catástrofe eu daria por ela. levantar-me-ia daqui para encarar a morte, dizer-lhe que são inutilidades o que arrasta consigo.

estou gasto. dei-me sempre mais do que podia. não há nada que me possam roubar, sou um homem espoliado de todos os bens, de todas as doenças, de todas as emoções. sou um corpo pronto para a viagem sem regresso, para o crime e para a morte. sou um corpo que se evita, um homem cujo nome se perdeu e cuja biografia possível está no pouco que escreveu. sou um corpo sem nacionalidade, pertenço às profundidades dos oceanos, ao voo da ave migrante. sou um alfabeto e não sei se terei tempo para me decifrar.

lá fora anoiteceu.

Al Berto

O outro lado de ti



The other side of you

sábado, 3 de maio de 2008

Imagem digital



Na quarta-feira passada em casa da Sofia descobri os programas de desenho digital, e agora tenho andado a experimentar as potencialidades deste novo mundo. Os resultados são básicos mas agradáveis à vista...

quinta-feira, 1 de maio de 2008

Ouro no teu sangue


Gold in your blod


Textura



Estou quase a concluir dois quadros novos, mas não tenho sentido vontade de os terminar,... em vez disso tenho-me divertido a experimentar novos materiais e novas texturas.
E estão soberbas!